quarta-feira, janeiro 10, 2007

Referendo ao aborto

Como todos sabemos, os portugueses vão ser chamados a votar no referendo ao aborto a ocorrer em 11 de Fevereiro próximo. Sendo um assunto que envolve polémica, dado que os seus promotores fizeram deste uma bandeira política, inclusivé não respeitando os direitos da Mulher - de que se dizem arautos -, e querendo fazer-nos crer que a despenalização do aborto é a única solução para defender as mulheres que engravidaram e pretendem dessa forma eliminar o fruto da sua relação consentida ou não, estão a ir contra os elementares princípios dos direitos humanos que devem ser reconhecidos a todo o ser humano. É necessário proteger sempre os mais fracos e neste colidir de direitos entre mãe e filho, não tenho dúvidas em optar por aquele que não se pode defender: o novo ser humano que nasce e que neste caso, nem a sua própria progenitora o acolhe antes, opta por eliminá-lo - ou outros com o seu consentimento -, mesmo já sendo um ser vivo. A vida é gerada por vontade de um Criador, apenas Ele e só Ele, poderá ter a última palavra. Seria bom que reflectissemos sobre algo muito simples: se a nossa mãe tivésse abortado, nós hoje não estaríamos aqui para concordar ou discordar de tal acção. A pergunta do referendo é: "Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas primeiras dez semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?". Este tema é muito caro a certa "esquerda" da política portuguesa mas, independentemente de opções políticas, é ainda mais penoso verificar que aqueles que nos governam (a todos os portugueses) tomam posição por uma minoria da população, pondo em risco o todo a quem deveriam servir, pois foi para tal que o povo português os elegeu. De facto, é imoral e vergonhoso sobretudo, quando o povo português se debate com outros problemas bem mais graves nos aspectos económicos e sociais. Quero aqui recordar as palavras do saudoso Papa João Paulo II, quando disse (referindo-se ao aborto): Um país que mata os seus próprios filhos, não tem futuro. Aqui deixo esta frase para que todos, sendo a favor ou contra, possam reflectir e tomar a melhor decisão nesta matéria. É essencial que os portugueses não se abstenham no dia 11 de Fevereiro, por favor marquem a vossa posição a favor da Vida, pois a resposta ao referendo para mim é clara: NÃO. Sim à Vida, Não à morte.
Nota: dado que o tema merece um acompanhamento mais personalizado, criei novo espaço em SIM À VIDA, http://edusant.blogspot.com/ onde terei todo o gosto em receber todos aqueles que o desejarem.

8 comentários:

Jofre Alves disse...

Passei para desejar óptimo fim-de-semana e apreciar esta interessante página, onde impera a qualidade e bom gosto.

Lena disse...

Olá amigo ...
mais um belo texto
Com carinho lhe desejo
Uma boa semana com saude,paz e amor
Beijos com carinho

PS:amigo ofereço meu award com amizade carinho e tambem por adorar ler o que tão bem escreve
...°..°..°...°..°..°...°..°..°

Mirian disse...

Olá amigo,
Quando tudo parece não ter mais sentido,
Eis que Deus nos manda um anjo,
Para ficar no nosso pé!
Para nos dar colo,
Quando uma nuvenzinha escura
Quer ameaçar chover dentro de nós.
Para puxar nossas orelhas
Quando caminhamos em caminhos tortos
E com carinho nos leva na direção certa
Para sorrir conosco
E comemorar nossas conquistas
E nos motivar a continuar caminhando
Ainda tem a missão de abrir nossos olhos e ouvidos
Para vermos e ouvirmos as obras e palavras do Pai!
Esses anjos, Deus Chamou de AMIGOS!

Desculpa a minha ausência, mas tive um convite
que não poderia recusar e ausentei-me do país.
Regressei e estou tomando a normalidade de todos
os meus passos, e agora para valer :) vou colar
no pé dos Amigos/as.
Beijinhos

smareis disse...

Oi Eduardo!
Fui conhecer seu outro cantinho, achei encantador, mas não conseguir comentar... Gostei do seu post. Não ao aborto!
Será o que sente uma mãe fazendo um aborto. Não dá nem pra imaginar uma pessoa tirar a propria vida de um filho indefeso. Acho que so Deus pode tirar uma vida, porque ele é dona da nossa propria vida.
Parabéns pelo post!
Ótima semana pra ti!
Abraço!

Elsita disse...

Eduardo, Eduardo, meu bom amigo ... eu nem tenho palavras! Aliás respeitar como sempre as ideias dos outros, porque é um direito MAS ...já leu o meu anterior post e o de hoje não foge à regra! Cada um com as suas ideias e com a sua liberdade de pensamento e expressão, assim se vive nos dias de hoje de há mais de 25 anos ...Tudo de bom e até ao próximo post.

bitu disse...

Passando para ler as tuas palavritas e deixar o meu carinho. Resto de semana feliz. Bj

-›¦‹-Sombras-›¦‹- disse...

Gostei da temática abordada e do novo espaço que criaste. Parabéns! Tem uma boa semana, beijinhos, mil

Lena disse...

Olá amigo...
Passei para lhe desejar um óptimo final de semana.
e admirar esta agradável e interessante página,
onde prevalece a talento e sabedoria
Beijos com carinho