sexta-feira, julho 28, 2006

Quem anda à chuva, molha-se.



É a sabedoria popular. De facto, quem anda à chuva, molha-se. Não obstante ser um ditado, serve perfeitamente para ilustrar o que me aconteceu. Apesar de haver iniciado o meu trabalho na net com outro blog temático - há mais de um ano -, a verdade é que apenas dei as ideias, os temas e fotos, e só pouco a pouco fui fazendo a gestão do espaço.
Quando há cerca de um mês criei este blog, decidi que teria de fazê-lo e arcar com o ónus, ou seja, partir para um domínio mais concreto da técnica. Resultado: fui elaborando lentamente o sítio, para dessa forma atingir os objectivos.
Toda esta conversa para dizer que, apenas hoje, coloquei um contador de visitas. Não é que seja muito importante, mas dá-nos uma ideia da aceitação ou não, do nosso trabalho. É verdade que os visitantes que por aqui passaram até hoje, não fazem parte do número do mostrador, mas já estão registados na lista dos amigos, mesmo que virtuais. Foi com todo o gosto que os recebi e desejo continuar a fazê-lo de futuro. Este espaço é comum, porque também é público, mas onde os amigos têm um lugar especial, porque é um espaço de partilha. Mas como quem anda à chuva, molha-se, desejo que este barco - que é o meu blog - não meta água e seja um porto seguro de visita e permanência para cada um de vós.